A Comunicação e o Fim das Instituições – Das Origens da Imprensa aos Novos Media

Autor: António Machuco Rosa
Data de Lançamento: 2016
Páginas: 285
ISBN: 978–989–729–164–7


16,00 

Em stock

Descrição

Após mais de quarenta anos de evolução é hoje possível avaliar a história da Internet e dos novos media assentes nessa rede de redes de computadores. É sobretudo possível contrastar os novos media com os meios de comunicação clássicos. A partir da caracterização dos meios de comunicação clássicos, são identificadas as linhas de ruptura e de continuidade que os meios digitais em rede introduziram no campo da comunicação de massas. Considerando a dimensão tecnológica e o papel das dinâmicas económicas, bem como a ação do poder regulador e a presença de uma estrutura social cada vez mais igualitária, a obra começa por traçar a emergência e o percurso histórico da imprensa até ao século XIX, após o que analisa a maneira como a rádio se constituiu como o paradigma da comunicação de massas durante o século XX. É esse paradigma associado ao broadcasting tradicional que os novos media alteraram profundamente. Assentes no computador enquanto tecnologia de base, constituindo efetivamente redes, mostra-se como os novos media contribuem de forma determinante para a lenta erosão das instituições tradicionais e para a instauração definitiva de um regime de comunicação cada vez mais imanente a si próprio.